Blog

Sporting, CR7 e o Mundial – Visão Astrológica

Postado por:

Neste artigo, exploramos brevemente os assuntos que mais atenção mediática despertarem em Portugal nos últimos meses, com uma abordagem astrológica em três vertentes: corporativa, natal e horária. Assim, apresentaremos uma visão da crise do Sporting, da mudança do jogador Ronaldo para a Juventus e do Mundial da Rússia 2018.

Lembramos que outros assuntos podem ser muito mais profundos e interessantes do que estes. Mas se as televisões e jornais dedicaram tanto atenção a estes temas, também se torna interessante uma visão astrológica dos mesmos.

A Crise do Sporting

Em artigos anteriores, comentámos que as marcas e as sociedades também podem ter um mapa astrológico. Normalmente, este mapa corresponde ao primeiro dia de abertura de atividades da empresa, a abertura legal ou o dia que é considerado simbolicamente mais importante.

Não havendo informação sobre a hora, o mapa do meio-dia-solar é normalmente utilizado como representante da marca. A data considerada oficialmente como fundação do Sporting é 1 de Julho de 1906, pelo que podemos considerar como hipótese. Neste mapa – de meio-dia solar – Vénus em Leão é o respetivo regente.

Desde Março a Julho de 2018, o Sporting envolveu-se numa crise sem precedentes que quase destruiu o clube, em grande medida, por responsabilidade do presidente em gestão.

No mapa possível do Sporting, dois indicadores sugerem uma fase de crise de liderança para esta época:

– por Direção Simbólica (1 grau por 1 ano, desde a fundação) o Sol entrava em Escorpião, signo de morte e renascimento

– por trânsito, Saturno e Marte em Abril formaram uma conjunção a 8º50 de Capricórnio, opostos ao Sol da fundação; Saturno estacionou nesse mesmo grau, simbolizando um desafio brutal de escolhas e pragmatismo na figura da liderança – pelo desafio de oposição – até que Saturno volte ao movimento direto, em Setembro de 2018.

Ambos os eventos são astrologicamente raros e a única vez que aconteceram desde a fundação do clube, num claro desafio de reestruturação de identidade e liderança.

CR7 na Juventus

Por saturação de convívio no Real Madrid e após aquilo que sentiu como perseguição da justiça espanhola  – tendo que pagar uma multa de 18 milhões de euros por supostos crimes fiscais – aquele que é considerado o melhor jogador do mundo decidiu mudar-se para a Juventus, outro grande clube europeu.

Esta história é interessante para nos lembrar também que, independentemente do dinheiro e do sucesso, todas as pessoas podem ter os seus problemas e insatisfações.

É também curiosa para, enquanto astrólogos, termos noção do que é o planeta a entrar em movimento retrógrado por Progressão Secundária. E que isso não é, de todo, um bicho de sete cabeças.

Em 2015, com 30 anos, o planeta Saturno de CR7 – governando a carreira e as instituições – entrou em movimento retrógrado. Este é um indicador de muito poder e força (quanto mais retrógrado um planeta superior, mais brilhante) mas de tendências de sair das “regras”. Ou seja, de tal ordem o volume de dinheiro e poder cresceu que fugiu do controlo das legalidades necessárias. Portanto, pode ter acontecido que os contabilistas e advogados do jogador tivessem começado a cometer imprudências.

Por outro lado, este movimento retrógrado esteve provavelmente associado à deterioração das relações com o presidente do Real Madrid. Contudo, mesmo este movimento não “impediu” CR7 de continuar a ganhar Bolas de Ouro e Taças Europeias, incluindo o Euro 2016. Um astrólogo conservador diria que era impossível, uma vez que o movimento retrógrado em Progressão, de um astro importante, está muitas vezes ligado a “descarrilamentos”.

Os indicadores que para o ano de 2018 apontariam para a possibilidade de mudança de clube de CR7 são:

– O Meio-do-Céu em Direção Simbólica conjunto a Mercúrio (na Casa 11)

– Trânsito de Saturno no Meio-do-Céu, sinalizando mais ambição em termos financeiros e de estatuto.

Na semana da eliminação de Portugal do Mundial da Rússia, Saturno transitava exatamente em quadratura ao Ascendente, um indicador comum em fases de frustração.

A partir de Setembro, Saturno estaciona no MC de CR7 mas em exata quadratura a Marte e Vénus Isto sugere que, muito certamente, quererá corresponder às mais altas expectativas, mas terá que fazer bastante esforço para sentir que as cumpre. O que não sugere uma adaptação inicial muito fácil nos primeiros meses.

Contudo, todo o mapa de CR7 sinaliza sucessos até tarde e a chegada de Saturno por Direção Simbólica aos 35/36 anos sugere ainda um caminho de êxitos e um pico nessa altura.

 

O Mundial da Rússia 2018

Num artigo anterior, comentámos as chances de Portugal no Mundial, antes de começar, à luz da Astrologia Horária. Infelizmente, essas chances não foram cumpridas ou não foram aproveitadas.

Porém, lembramos que em competições por eliminatórias com tantos concorrentes – 32 equipas – a identificação prévia dos possíveis vencedores é de grande complexidade, uma vez que o livre-arbítrio está mais presente e os desfechos incertos.

Assim sendo, tornou-se mais fácil identificar o possível vencedor quando estavam apenas 8 equipas em jogo, através de um mapa horário. Esse diagnóstico foi divulgado antecipadamente no grupo de facebook de Astrologia CEIA tendo-se cumprido a sua identificação: a França, era a seleção com mais chances de ganhar o Mundial.

Deixamos aqui o mapa horário e o seu contexto. Pergunta colocada a 30 de Junho de 2018, pelas 23h29, em Lisboa – após a eliminação de Portugal.

A pergunta foi: “Agora que Portugal foi eliminado, estando eu a torcer pelo Brasil, quem vai ganhar o Mundial 2018?”

Antes dos quartos-de-final, era este o favoritismo nas apostas:

1º Brasil

2º França

3º Bélgica

4º Croácia

5º Inglaterra

6º Uruguai

7º Rússia

8º Suécia

Neste mapa, o Brasil era representado por Saturno porque:

– era o regente da Casa 1 (equipa por quem torce a pessoa que colocou a questão)

– estava muito forte e domiciliado (grande favorito)

– está num signo do Sul (Terra / Capricórnio) e numa Casa Sul (Casa 11) o que é adequado para um país do Sul

– está num grau 5/6 e o Brasil é pentacampeão

– é um planeta naturalmente associado a pesos-pesados, ou seja, grandes favoritos

– está retrógrado o que sugere que já tentou finais

A França era representada pelo Sol porque:

– é um grande favorito e normalmente o Sol está associado a grandes favoritos

– rege a Casa 7, que representa o 2º principal candidato

– é um ex-campeão e o Sol representa campeões

– está num signo do Norte e numa Casa do Norte

O troféu é representado por Júpiter porque governa a Casa 10, que abre em Sagitário.

Em relação às restantes equipas faz sentido que, por exemplo, Mercúrio representasse a Bélgica (rege o 3º ângulo); que Vénus representasse a Croácia (está perto de um ângulo); que a Marte representasse a Rússia (uma vez que é quem dispõe do troféu – Júpiter – e está a Este, sendo Aquário um signo frio); que a Lua representasse outras seleções bem como os transpessoais.

Todavia, como o próximo aspeto aplicativo de Júpiter (troféu) é um trígono ao Sol (França) a atribuição dos restantes significadores tornava-se irrelevante.

Caso ganhasse uma equipa menor, esperaríamos que um astro menor, como Mercúrio a Lua ou até um transpessoal, fosse o primeiro a aspetar Júpiter, o que não se verifica.

Nesse caso, teríamos que pesquisar melhor o histórico na prova de cada país para melhor identificar os planetas a cada equipa. Aqui a resposta era bastante evidente: o Brasil não ia ganhar, embora forte. O principal candidato: França, o Sol neste mapa.

 

Abraço

João Medeiros

Lisboa, 18 Julho 2018


0

Adicionar um comentário


Share This

Receba grátis o Ebook - 7 Mantras de Consciência , ao subscrever a newsletter!

  • Conheça os seus Mantras Pessoais
  • Crie uma Nova Realidade na Sua Vida
  • Saiba Quais os Seus Dias mais Fortes da Semana
  • Conecte-se com o Seu Melhor Potencial